Em que momento a gente descobre que chegou na vida adulta? Talvez quando notamos que os boletos não vão se pagar sozinhos. Quando os fios brancos resolvem brotar no topo da cachola, ou ainda quando o dia parece perder algumas horas. São todas respostas válidas, mas ouso dizer que o enigma é mais simples do que isso. A vida adulta chega quando a gente se torna refém da própria rotina.

Não há nada mais adulto que seguir padrões. Todo dia, tudo igual. Acorda, dirige, trabalha. Come, dorme, trabalha mais um pouco. Seguir a rotina está longe de ser algo ruim, mas há de se admitir: é para maiores de 18.

Por esse motivo, dez entre dez adultos anseiam pelas férias. Não porque elas tenham algo de especial. Pelo contrário. A possibilidade de passar alguns dias sob domínio do mais completo acaso é, no mínimo, fascinante. As férias têm esse sabor de infância, de fantasia, de faz-de-conta. É tempo de risada, de esquecer o dia da semana e viver de pé descalço.

Tá aí!
Se a rotina tem cara de adulto, férias têm cara de criança!

Ou, por acaso, você já viu uma criança marcando na agenda o melhor horário para brincar de esconde-esconde? A graça de ser criança está no improviso. Está na habilidade de criar algo novo com o que já é conhecido. Nas mãos dos pequenos, mesa vira palco, sofá vira abrigo e o gato da vizinha torna-se um espião infiltrado.

Durante as férias, todo mundo fica um pouco assim. Um pouco mais criança, um pouco mais feliz. É claro que a vida adulta exige responsabilidade, comprometimento e organização. Mas no meio disso tudo é possível encontrar pequenas brechas pra ser um pouco mais criança.

Não deixe para fazer uma visita à casa dos avós apenas nas férias. Toque a campainha dos coroas depois daquela reunião exaustiva na terça-feira. Não espere os dias de folga chegarem para fazer um piquenique no parque. Transforme a sala num acampamento a céu fechado. Não guarde para amanhã a chance de jogar uma partida de baralho com as crianças. Encontre alguns minutos e permita-se chamar “copas” de “coração”.

Talvez a chegada da vida adulta seja um verdadeiro mistério. Agora, existe uma coisa que é bem fácil de se identificar. A infância está na rotina de quem parcela as férias em 12 vezes sem juros: todo dia, uma nova oportunidade de ser um pouco mais criança.

GIF em destaque The Amazing Spider-Man Baby Dance.